DestaqueReligião

Diocese celebrou abertura do Ano Jubilar na Igreja Matriz de São José Operário

Com muita alegria, o povo da Diocese Teixeira de Freitas-Caravelas se reuniu neste domingo,18, para dar início ao Ano Jubilar Diocesano.

A abertura foi feita por meio de uma Missa realizada na Igreja Matriz de São José Operário – Teixeira de Freitas, às 09h30min, presidida bispo diocesano Dom Jailton de Oliveira Lino, e concelebrada pelo clero diocesano.
Em virtude da pandemia de Covid-19, a celebração contou com um número reduzido de fiéis, tendo a participação de representantes das paróquias da diocese, assim como, religiosos, consagrados e seminaristas.

O Ano Jubilar ocorre em comemoração aos 60 anos de criação dessa Igreja Particular a serem celebrados em 23 de Julho de 2022, com a Missa de encerramento. O lema escolhido para este jubileu foi “Avancem para as águas mais profundas”.

Em sua homilia, Dom Jailton contou sobre a criação da Diocese, e sobre a origem da celebração de um Jubileu. “O Jubileu na nossa tradição católica tem duração de um ano, e consistia no perdão dos pecados daqueles que cumprem certas disposições eclesiais estabelecidas pelo Papa, em sua proclamação das indulgências aos fiéis”. Falou também sobre a complexidade do tempo que estamos vivendo, “Estamos em alto mar com turbulências e tempestades, mas é preciso chegar ao Porto Seguro”. E explicou o motivo da escolha da matriz de São José para receber a Missa de Abertura do Ano Jubilar, razão de estarmos no Ano de São José. Por fim, informou que teremos um ano intenso de celebrações, e que somos convidados a avançarmos para águas mais profundas.

Um momento especial da Celebração Eucarística, conduzido pelo Coordenador Diocesano de Pastoral, Padre Leônidas, foi a entrega do Cìrio do Jubileu para os representantes das paróquias das Foranias da Nossa Diocese. O Círio do Jubileu, representa a nossa esperança e o fervor da nossa fé. A entrega foi feito pelo bispo diocesano. A primeira forania foi a São José. Em seguida, foi chamada a Forania Santo Antônio. Depois foi a vez da Forania Imaculada Conceição. E por fim, a Forania São Pedro, que é a forania anfitriã. Logo após, foi entregue o Círio do Jubileu, para os nossos seminários: Propedêutico Bom Pastor, Maior São João Paulo II, e Maior Santo Agostinho de Hipona. Em seguida, foi a vez das congregações religiosas e dos institutos de vida consagrada, receberem o Círio do Jubileu. O Vigário Geral ainda entregou ao Bispo o Círio para a Capela Episcopal.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios