AgronegócioDestaque

Final da Safra de Melancia em Teixeira de Freitas

A cultura da melancia foi trazida para Teixeira de Freitas pela colônia japonesa. Hoje o município é o maior produtor da Bahia, com 27 mil toneladas por ano. A cultura exige considerável investimentos para ser instalada.

Para conseguir boa produtividade, não se deve descuidar dos tratos culturais. Muitos produtores fazem rotação de cultura, para preservar a fertilidade do solo. O plantio da melancia é feito com espaçamento de 2 por 2, para permitir a movimentação das máquinas.

Cancro e virose são as ameaças constantes de pragas na lavoura. Para combatê-las o produtor faz a pulverização com defensivos a cada 5 dias, o que eleva os custos de produção.

Nesta safra as altas temperaturas registradas na região aceleraram a maturação da melancia e elevaram a produtividade – em fevereiro, as lavouras registraram um pico de produtividade de 50,8 t/ha.

A safra começou em novembro com o excelente preço de R$ 1,00 o quilo, o que agradou os melancicultores, que estão organizados na Associação dos Produtores de Melancia (Apmex). Porém, agora que a safra está terminando, os preços despencaram em razão da concorrência com São Paulo e o quilo está sendo vendido a apenas R$ 0,35.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios