Economia

Granja de Ovos: Empregos e Desenvolvimento no Extremo Sul

São milhares os desempregados nas cidades baianas. Faltam oportunidades e desenvolvimento econômico. Falta planejamento. Mas também há várias alternativas para a região.

Há pouco menos de dez anos não havia nenhum grande frigorífico de frango no extremo sul baiano. Hoje já são três: Aveslan (Prado), Q’Delícia (Teixeira de Freitas) e Naturaves (Eunápolis). São muitos empregos diretos e indiretos, impostos e renda circulando em nossas cidades. Os três frigoríficos fazem muito bem à região e formam o polo de avicultura do extremo sul. Três fatores ajudaram nesta mudança: a)incentivo fiscal do Governo, b)grande mercado local e c) coragem e empreendedorismo destes pioneiros.

Granjas de Ovos

Já passou da hora de produzirmos ovos em grande escala. Hoje só temos pequenas granjas de ovos. O nosso mercado e das regiões vizinhas é enorme. Somos abastecidos por grandes granjas baianas que estão a centenas de quilômetros(a maior delas no nordeste do Estado) e pelo Espírito Santo. A Bahia não consegue produzir a quantidade de ovos que o Estado consome.

A mesma vantagem tributária que o Governo baiano deu aos frigoríficos de frango está disponível para a avicultura de ovos. O principal custo da produção é com ração. Assim como Aveslan, Q’Delícia e Naturaves, será necessário comprar carretas de soja, sorgo e milho no oeste baiano.

Estes três frigoríficos de frango pioneiros mostraram que é possível. Procura-se agora desbravadores da produção de ovos. Precisamos dar um passo à frente.

 

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios