CidadesDestaque

Juniex aciona a justiça após fake news sobre auxílio emergencial envolvendo seu nome

O suplente de vereador de Itamaraju, Juniex Santos, registrou boletim de ocorrência na manhã desta segunda-feira 03, após ter seu nome vinculado à fake news sobre recebimento indevido de auxílio emergencial.

Em matéria veiculada na noite de domingo, 02, o suplente foi acusado de estar recebendo remuneração de R$ 10 mil na Câmara de Itamaraju. Nossa equipe apurou a informação é falsa, e constatou que nenhum suplente tem direito a recebimento de salário como vereador, e que apesar de ter assumido por um período, conforme declaração emitida pelo Procurador Jurídico da Câmara, ficou comprovador que Juniex não recebeu o salário na Câmara Municipal, tendo inclusive se comprometido a doar os valores para reforma da UPA de Itamaraju.

O jurídico da Câmara de Itamaraju deverá mover ações judiciais contra os autores da fake news, tendo em vista que é falsa a informação de que qualquer pagamento teria sido feito pelo presidente da câmara ao suplente Juniex.

Juniex também solicitou à justiça que apure o uso indevido de seu nome no cadastro do auxílio emergencial, pois pessoas ligadas ao prefeito de Itamaraju, incluindo o chefe de gabinete de Marcelo Angênica, Gustavo Souto, teriam acessado o sistema em seu nome e possivelmente com objetivo de perpetrar e divulgar a fraude. Gustavo Souto já responde a 4 processos movidos por Juniex pela prática do mesmo crime.

De acordo com o Procurador Federal Felipe de Moura Palha, os responsáveis pela fake news serão enquadrados na lei 13.834/2019, e responderão por denunciação caluniosa pegando de 6 a 8 anos de prisão.. Ainda de acordo com o procurador, “o enfrentamento à denunciação caluniosa e às fake news certamente ganha força com essa inovação legal, e a busca pela aplicação da lei 13.834/2019, com a punição dos criminosos, será uma das prioridades da Procuradoria Regional Eleitoral no Pará para as eleições deste ano”, anuncia o procurador regional eleitoral, Felipe de Moura Palha.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios