Cidades

Teixeira: Embasa anuncia investimentos de 129 milhões

Os vereadores receberam o gerente regional da Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa), Severino Evangelista Neto e o assistente de saneamento da unidade regional Demiraldo Silveira da Silva, para uma exposição do projeto de expansão, melhorias e adequação do sistema de abastecimento de água da cidade.

Na reunião o gerente regional Severino Neto apresentou o novo planejamento da Embasa  para os próximos 30 anos na cidade de Teixeira de Freitas, com novos investimentos na sede e nos distritos de Duque de Caxias, Santo Antônio e Cachoeira do Mato. Em 2014, a empresa já havia investido o valor de R$ 79 milhões em saneamento básico que elevou para 61,19% o percentual da população alcançada com rede de esgoto.

Segundo o gerente regional Severino Neto, os novos investimentos alcançariam outros grandes bairros da cidade com rede de esgotamento sanitário, a exemplo do bairro Ouro Verde e tantas outras localidades urbanas, além de investimentos em tecnologia, ampliação e expansão no serviço de abastecimento de água. A EMBASA que tem uma tradição de 47 anos na Bahia e atende atualmente 366 dos 417 municípios baianos, está com o seu contrato vencido desde março de 2017 com o município de Teixeira de Freitas e os novos investimentos fazem parte do planejamento municipal de saneamento que prevê a renovação do contrato, orçado inicialmente em R$ 129,500 milhões.

Ainda estão previstos orçamentos para o projeto ambiental que atualmente está em fase de estudo que que prevê investimentos na revitalização florestal do rio Alcobaça e ainda se estuda a viabilidade ambiental para se construir uma barragem em território de Teixeira de Freitas objetivando armazenar água e garantir o líquido para as próximas gerações, ao mesmo tempo em que se resgata o leito do rio com arrojados e inovadores projetos ambientais de reflorestamento.

Atualmente 51.429 imóveis teixeirenses possuem água encanada  e 28.410 imóveis possuem rede de esgoto o que representa, 96,58% da população com água tratada e 61,19% com esgotamento sanitário.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios