Trecho de Teixeira até Eunápolis é considerado o mais perigoso da BR-101, diz PRF

#

Com 156 mortes, a BR-101 registrou o maior número de acidentes com vítimas fatais nas estradas federais que passam pela Bahia em 2017. Um levantamento divulgado pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) aponta que os trechos mais perigosos são a divisa entre Espírito Santo e Bahia, no km 957, passando por Teixeira de Freitas, no km 880, até Itamaraju, no km 806; o km 793, em Itamaraju, passando por Itabela, no km 745, e Itagimirim, no km 702, até Eunápolis, no km 717.

#

Outros trechos com alto índice de acidentes são os que passam por Itapebi, no km 660, Santo Antônio de Jesus, no km 180, e Itabuna, no km 505. A segunda rodovia a aparecer no ranking é a BR-116, que registrou 147 acidentes com vítimas fatais no último ano. As duas estradas costumam receber, em média, cinco mil veículos diariamente. Segundo a PRF, a BR-116, que é administrada pela concessionária Via Bahia, é mais bem conservada e possui menos curvas perigosas se comparada à primeira. Já a BR-101, que é administrada pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Trânsito (Dnit), tem pista simples, mais precária e próxima do litoral, onde costuma chover mais, o que dificulta a visibilidade dos motoristas e deixa a pista escorregadia. A PRF também apontou no levantamento que o tipo de acidente com mais vítimas fatais é a colisão frontal.

#

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA