Politica

Valmir reforça importância de regularização fundiária em Porto Seguro

Durante o primeiro Encontro de Produtores Rurais da Agricultura Familiar de Porto Seguro, no extremo sul da Bahia, o deputado federal Valmir Assunção (PT-BA) foi representado e seu mandato voltou a reforçar a importância da regularização fundiária em áreas do município baiano para avançar nas políticas de assistência, beneficiamento, comercialização de produtos e acesso a créditos. O encontro aconteceu no último domingo 17, foi organizado pelas associações, mas terá outra fase durante o próximo final de semana com a visita do chefe de gabinete da Secretaria Estadual de Desenvolvimento Rural (SDR), Jeandro Ribeiro. Conforme Valmir, a presença do membro da SDR é para mobilizar a Associação Mangabeira/Roça do Povo para conseguir a regularização fundiária, além do chefe de gabinete conhecer a realidade e debater com os produtores mais demandas para o grupo.

“É fundamental para os agricultores e agricultoras que essa regularização saia o mais rápido possível. Vai ajudar no processo de assistência técnica, beneficiamento e comercialização dos produtos desta região de Porto Seguro. Estamos acompanhando todo o trâmite e, em breve, o governo Rui Costa dará uma posição sobre isso. Essa regularização ajuda na liberação de créditos para os agricultores. Inclusive, neste próximo domingo [24 de outubro], um novo encontro será realizado para apresentação de demandas e estudos”, revela Valmir. O encontro do dia 17 teve a participação da Central de Associações das Comunidades Tradicionais, da Agricultura Familiar e Campesina da Bahia (Cecaf), presidida por Eudes Queiroz, e que engloba as associações do entorno do anel viário de Porto Seguro: Mangabeira, Roça do Povo, Brasil para o Futuro, Nova Jerusalém, Brilhos da Terra, Novo Horizonte, Carimã e Acauf.

O encontro contou ainda com a secretária nacional de Movimentos Populares do PT, Lucinha Barbosa, com o assessor parlamentar do deputado Valmir, Erisvaldo Souza, e do dirigente regional da Cecaf, Valdemar dos Anjos, que também ajudam no processo de regularização e de organização interna para melhoria da qualidade de vida das famílias dessas associações. De acordo com Eudes Queiroz, esse primeiro encontro se baseou na ideia do fundador da Associação Mangabeira, José Nascimento, que focou na agricultura familiar e culminou na celebração do Dia Nacional da Agricultura e do Dia das Crianças. “O evento teve o tema ‘Criança Feliz na Roça’ e ajudou a valorizar as famílias de produtores rurais e suas comunidades. São esses produtores que ajudam a levar os alimentos de qualidade e sem agrotóxicos para a mesa dos baianos”, salienta. Eudes revela que o dia 17 passa a fazer parte do calendário festivo da União das Associações da Agricultura Familiar.

“Estamos juntos na luta há mais de 20 anos, buscando a regularização e o título da terra. O ponto alto do evento, foi a entrega de um documento às autoridades representantes”, revela o presidente. Ainda conforme Eudes, esse manifesto cobra as autoridades mais empenho e celeridade a todas as partes envolvidas para que as famílias de agricultores sejam contempladas com o tão sonhado título de terra. “Dessa forma, poderão produzir com tranquilidade e com a certeza e garantia da terra de onde tiram seu sustento. A comissão organizadora do evento agradece a todos que participaram direta ou indiretamente, em especial à comunidade que compareceu na data tão importante. Contamos com todos para continuarmos na luta em prol da regularização das terras”, finaliza o presidente da Cecaf, ao falar em nome das associações e dos organizadores.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios