DestaquePANDEMIA

Após recusar UTIs, Itamaraju pode se tornar epicentro do Covid-19 na região

O município de Itamaraju, localizado no Extremo Sul baiano, poderá se tornar o epicentro do Coronavírus na região após o aumento em 300% no número de casos nas últimas 24 horas e a possível transmissão comunitária.

O número de casos aumentou depois que uma paciente desrespeitou a quarentena e circulou pela cidade no último fim de semana em áreas com grande aglomeração, a exemplo de bares e festas lotadas e que não tinham qualquer tipo de fiscalização por parte da prefeitura, inclusive teria participado de uma concentração em um bar que pertence ao pai do chefe de gabinete do prefeito Marcelo Angênica.

Após a confirmação do caso da paciente na manhã de segunda-feira 4, outros dois casos acabaram sendo confirmados após realizarem exames na rede particular. Segundo a nota publicada pela prefeitura de Itamaraju, 42 pacientes estão sendo monitorados e devem ser submetidos a exames.

O temor é que ocorra em Itamaraju o mesmo que aconteceu na cidade se Ilhéus, onde a população viu uma explosão de casos após a realização de uma festa de casamento em um resort que aconteceu no início de março. Menos de dois meses após o primeiro caso, a cidade de Ilhéus já registra 241 pessoas contaminadas e nove óbitos contabilizados.

Em Itamaraju os moradores reclamam que diariamente tem ocorrido intenso movimento em bancos e lotéricas, além de que há registros de festas e aglomerações em bares sem nenhuma fiscalização da prefeitura, provocando assim um relaxamento da população em relação às recomendações sobre o distanciamento social e cuidado com a contaminação.

O prefeito de Itamaraju, Marcelo Angênica, ficou conhecido nacionalmente após se recusar a receber 20 leitos de UTI para tratamento do Covid-19 que seriam instalados no hospital municipal.
Segundo o Secretário de saúde do Estado, Fábio Vilas Boas, o prefeito chegou a concordar com a instalação dos leitos, porém recuou após a pressão de parte da população.

Correligionários do prefeito e pré candidatos a vereadores do PSDB, seu grupo político, chegaram a hostilizar os funcionários da Secretaria de Saúde do Estado enquanto os mesmos realizavam uma vistoria no hospital para avaliar a possibilidade de instalação das UTIs. Após a recusa de Marcelo Angênica, o Governo do Estado confirmou que os 20 leitos de UTI serão instalados em Teixeira de Freitas nos próximos 30 dias.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios