DestaqueMeio Ambiente

Extremo sul registra aumento de nascimentos de tartarugas

O Programa de Monitoramento de Tartarugas Marinhas realizado pela Veracel, em parceria com o CTA – Serviços em Meio Ambiente, nas imediações do Terminal Marítimo de Belmonte (TMB), litoral do extremo sul baiano, revela que diversos avanços foram registrados nos últimos anos no que diz respeito à conservação dos quelônios marinhos (tartarugas marinhas).

Os resultados históricos surpreendem ao mostrar que o  número de registros da presença das fêmeas na praia no entorno do TMB vem aumentando ano a ano. Entre 2017 e 2018 foram registradas 369 evidências reprodutivas e, nos últimos treze anos, cerca de 200 mil filhotes foram protegidos e retornaram para o mar.

O relatório também apontou que cinco espécies de tartarugas existentes no Brasil escolhem esta região para a reprodução, são elas: Tartaruga-cabeçuda, Tartaruga-oliva, Tartaruga-de-pente, Tartaruga-verde e Tartaruga-gigante. Para Wilson Meirelles, coordenador de projetos do CTA, “eventos reprodutivos relacionados às três últimas espécies mencionadas são pouco comuns na região. O fato é ainda mais notável no caso da Tartaruga-gigante, que além de ter desova regular no litoral norte do Espírito Santo, é também considerada criticamente ameaçada de extinção no Brasil.”

O projeto também conta com uma frente educacional que apresentou avanços importantes no processo de disseminação da educação ambiental. As reuniões que eram realizadas pontualmente e focadas na conservação das tartarugas passaram a fazer parte da rotina semanal dos trabalhadores do TMB, por meio do Diálogo Semanal de Meio Ambiente (DSMA) com abordagem de temas mais abrangentes.

Desde o início do projeto, em 2005, foram realizados mais de 4 mil dias de monitoramento de praias para registro de tartarugas em processo de desova e de animais encalhados. O programa se estende ao longo de 35 quilômetros de praias localizadas entre a foz do rio Jequitinhonha e Guaiú. Este monitoramento tornou possível a adaptação dos processos da empresa para que a operação do TMB não interfira na manutenção do ecossistema local.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios