AgronegócioDestaque

Fazendas da região investem na produtividade da pecuária

Segundo o médico-veterinário Franklin Dantas, a Bahia possui um dos maiores rebanhos do Brasil, mas o Estado ainda é pouco produtivo. Neste cenário, o profissional, especialista em reprodução bovina, fomenta o uso da Inseminação Artificial em Tempo Fixo pelas fazendas baianas. “Ainda é baixo o número de animais inseminados por aqui e o produtor precisa saber que existe uma pecuária antes e depois da IATF”, afirma.

Franklin assessora a Agropecuária Boa Sorte. Ele testou uma outra tecnologia na propriedade, que já utilizava a IATF, para aumentar a rentabilidade do gado de corte: a indução de puberdade. “Com o protocolo, a bezerra nasce numa estação de monta e já emprenha na próxima, são as novilhas super precoces. Na Agropecuária Boa Sorte, a técnica aumentou o lucro em 40%”, conclui Franklin.

No município de Caravelas, a fazenda Esperança, especializada em gado leiteiro, também fez melhorias para aumentar a média diária de leite que em dois anos passou de quatro para sete mil litros. “Nós aumentamos a área de pastagem de 5 para 15 hectares, colocamos mais conjuntos de ordenhas, antes ordenhávamos manualmente os animais e agora a ordenha é automática”, explica Edinaldo Dias, gerente da propriedade.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios