DestaqueEducação

Itamaraju: Após 2 anos de tentativas, APLB consegue agendar reunião com prefeito

Desde janeiro de 2020 a APLB/Sindicato dos Trabalhadores em Educação tem tentado, sem sucesso, agendar uma reunião com o prefeito Marcelo Angênica, para discutir as pautas da categoria. Desde então, as demandas dos trabalhadores só aumentaram e a pauta de reivindicações cresceu, mas duas questões são prioridades para os educadores, os ajustes salarias dos anos de 2020 e 2022, que juntos somam 46%, e o rateio das sobras dos recursos do Fundeb do exercício de 2021.

Nesta segunda-feira 10, o secretário de Administração Edson Oss, mais conhecido como Léo Oss, garantiu que o prefeito receberá a direção da APLB/Sindicato e uma comissão formado por três professores da rede municipal, para debater as pautas da categoria. Para dar credibilidade a agenda, o secretário fez questão de assinar um termo de compromisso, garantido a realização da reunião com a presença do gestor municipal. A rodada de negociação está marcada para esta quinta-feira, 13, às 16h, no Centro Administrativo de Itamaraju e deverá contar também com as presenças do secretário de Educação, José Ferreira, e do presidente da Câmara Municipal de Vereadores, Rubens do Hospital.

ASSEMBLEIA GERAL

Na tarde desta quinta-feira, por volta das 15h, a APLB/Sindicato promoveu uma assembleia geral com os trabalhadores da educação. Na assembleia, os trabalhadores decidiram realizar um ato na frente da Prefeitura Municipal, no dia da reunião, a fim de aguardar o resultado da negociação com o executivo municipal. Os trabalhadores confeccionarão faixas e levarão um carro de som para informar a sociedade sobre os avanços do diálogo entre sindicato e governo.

De acordo com Noel Vieira, coordenador da APLB/Sindicato, a categoria está otimista quanto a reunião, uma vez que o secretário Léo Oss e o presidente da Câmara Rubens do Hospital passaram a participar das negociações e se mostraram solícitos aos interesses da classe. Noel preferiu não comentar sobre as medidas que o sindicato adotará caso a reunião não contemple os anseios dos trabalhadores. “Ainda não discutimos isso em assembleia, até porque acreditamos que as negociações, dessa vez, irão avançar”, comentou.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios