DestaquePolitica

Marcelo Angênica atribui aumento de mortes em Itamaraju à ‘melhorias na saúde’

Dono de declarações inusitadas e cheias de controvérsias, como quando disse que a população iria “dar vontade de morrer” por causa do novo cemitério, o prefeito de Itamaraju Marcelo Angênica, mais uma vez causou polêmica ao tentar justificar o número elevado de óbitos na cidade, que chegou a quase 50 em apenas 20 dias, e mais de 2.500 desde que ele assumiu a prefeitura.

Marcelo Angênica disse que o aumento mortes ocorreu porque a saúde local melhorou e, por esse motivo, as pessoas passaram a procurar mais o hospital local. “Quando a saúde da cidade melhora as pessoas passam a procurar mais o hospital. Qualquer hospital quando melhora aumenta o número de óbitos”, disse o prefeito durante entrevista.

Angênica disse ainda que o elevado número de óbitos deste ano ocorreu porque algumas das mortes não teriam sido lançadas no final do ano passado por causa da enchente. Segundo o prefeito, todas as declarações de óbito da cidade são emitidas do hospital.

A versão dada pelo prefeito foi desmentida pela própria secretaria municipal de saúde de Itamaraju, que emitiu nota dizendo que o número de mortes teria sido inferior ao divulgado no portal Registro Civil, site oficial que reúne as informações de certidões de nascimento e óbito em todo o Brasil. Segundo a secretaria de Saúde, a cidade só teria registrado 25 óbitos no período, 24 a menos do que divulgado no portal Registro Civil.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios