DestaquePolitica

Robertinho recebe ACM Neto e cobra presença do Governo do Estado no município

O prefeito Roberto Carlos Figueiredo, o Robertinho (União Brasil), reuniu uma multidão de pessoas para receber o pré-candidato ao governo da Bahia ACM Neto em Mucuri nesta sexta-feira 1º.

O encontro ocorreu por volta das 14h na sede do Clube Grege no distrito de Itabatã. ACM Neto chegou ao local acompanhado dos deputados Ronaldo Carletto, Robinho, Sandro Régis, Marcelo Nilo, Cacá Leão e do pré-candidato a deputado federal Neto Carletto, diversos prefeitos e lideranças regionais.

No ato político, Robertinho deixou claro sua indignação com a falta de investimentos por parte do Governo do Estado no município que, segundo ele, concentra uma das maiores arrecadações de impostos da Bahia.

“Nos últimos 16 anos nosso município contribuiu com mais de R$ 500 milhões em impostos, mas não recebeu nenhum investimento do Estado em contrapartida”, lamentou o prefeito.

O prefeito aproveitou a oportunidade para cobrar de ACM Neto o cais para os pescadores e obras de contenção para impedir o avanço do mar que está invadido a costa da cidade.

“O povo mucuriense sofre ao ver o mar engolir suas propriedades e eu fico triste em assistir a tudo isso sem poder fazer nada”, lamentou o gestor.

“Mucuri pode mais e por isso estamos aqui para dizer que temos lado”, destacou Robertinho deixando claro que vai apoiar Neto Carletto para deputado federal e Sandro Régis para estadual. “Minha bandeira é o povo de Mucuri e com esse time com certeza vamos poder desenvolver nossas potencialidades e mostrar para o Extremo Sul nossa força”, concluiu o prefeito.

VOCAÇÃO PARA A INDÚSTRIA  – Mucuri possui 185 indústrias de pequeno, médio e grande portes (com destaque para a Suzano, maior empresa nacional do ramo em patrimônio líquido, 1º lugar na posição geral na indústria de celulose na América do Sul e a maior indústria de papel do continente) e 1.266 estabelecimentos comerciais na 38ª posição dentre os 417 municípios baianos.

Que se trata de um município que lidera exportações na mesorregião de tríplice fronteira e tem 70% da economia movida pela indústria. Promove ainda tributos com o turismo, por possuir 45 quilômetros de litoral entre as suas 18 praias urbanas e virgens com belíssimas falésias e, que a há 16 anos, o governo baiano virou as costas para Mucuri e não ofereceu nada em troca ao município que tem sofrido a duras penas o descaso do Estado.

A FORÇA DO AGRO –  Além da produção de celulose, a economia de Mucuri gira também em torno da Agricultura (produção expressiva de mandioca e mamão), Pesca, Cacau, Coco, Laranja, Limão, Mel e Cana para a indústria sucroalcooleira. Na pecuária, apresenta importantes rebanhos bovino, suíno e equino. Dizendo que nos últimos 16 anos, Mucuri arrecadou para a Bahia “meio bilhão de reais” de ICMS e não recebeu nada de volta do Estado.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios