BahiaDestaque

Secretaria de Justiça cria JusCad para cadastrar as pessoas com demandas de construção de casas

Os moradores de 75 municípios baianos estão recebendo ações emergenciais e estruturantes, levadas pelo Governo do Estado para superar os estragos, doenças e outros problemas causados pelas fortes chuvas que atingiram a Bahia entre o fim de 2021 e o início de 2022. São investimentos em saúde, infraestrutura, reconstrução de casas e distribuição de alimentos e água, além de equipamentos como geladeiras, fogões e colchões.

O secretário de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social da Bahia, Carlos Martins, explica que a pasta foi um dos principais elos entre as prefeituras e o Governo do Estado. “Nós, em primeiro lugar, fizemos uma forte parceria com as secretarias de assistência social. Também trabalhamos junto com o Corpo de Bombeiros e com a Defesa Civil para mapear as pessoas que estavam em isolamento, em situação de risco”.

A SJDHDS criou um sistema chamado JusCad para cadastrar as pessoas com demandas de construção de casas e também aquelas que perderam eletrodomésticos. O trabalho foi feito em 135 municípios e embasou os cadastros para a distribuição de 6,2 mil itens como geladeiras, fogões, botijões de gás, colchões e liquidificadores. Recurso emergencial também foi oferecido para as secretarias municipais cuidarem dos auxílios de aluguel social e da compra de cestas básicas, com base em inscrições efetuadas no CadÚnico e no Bolsa Família.

O Governo do Estado manteve ainda os programas de Aquisição de Alimentos e de Leite, com a distribuição de mais de 12 milhões de quilos de alimentos e mais de 11 milhões de litros de leite para famílias em situação de vulnerabilidade social.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios