DestaquePANDEMIA

Professora denuncia ‘privilégios’ na vacinação contra a Covid-19 em Itamaraju

Uma professora da rede pública deixou a secretaria de Saúde de Itamaraju em uma tremenda saia justa ao abrir o verbo denunciando uma possível irregularidade na vacinação de professores acima de 40 anos de idade da rede particular de ensino.

Em um áudio que circula nas redes sociais, a professora se diz chateada com a iniciativa de privilegiar a rede particular sem sequer divulgar amplamente entre os educadores.

De acordo com a professora, os colegas que trabalham na Escola Crescer já foram vacinados e nesta sexta-feira 30, seriam vacinados os educadores da escola São João Evangelista enquanto os da rede pública foram deixados em segundo plano.

“Isso é confirmado porque já me passaram até a lista dos professores que vão receber doses amanhã [nesta sexta]”, diz ela no áudio.

A professora sugeriu que se tinha poucas doses, que fizessem vacinação de professores de 50 anos, que não são muitos, e que fossem vacinando aos poucos por ordem de chegada ou por quem ter alguma comorbidade e divulgasse pra todo mundo.

Ela reclama que ao invés disso, foi priorizado as escolas particulares. “Estão indo nas escolas vacinar os professores particulares. Porque eles? Porque não a gente?”, indagou.

O assunto deu pano pra manga e rendeu uma nota da APLB/Sindicato onde o professor Noel Vieira manifesta publicamente seu repúdio a administração municipal por privilegiar trabalhadores do setor privado em detrimento dos profissionais da rede pública.

“Se fosse vacinação em massa tudo bem. Mas não divulgaram”, disse a professora. “Isso é errado, isso é ilegal e será denunciado ao Conselho Estadual de Saúde e no Ministério Público”, reafirma.

Em sua defesa, o secretário de Saúde Luíz Fábio declarou que todos aqueles que foram vacinados se encontram dentro dos grupos prioritários que fazem parte do Plano Nacional de Operacionalização de Vacinação contra a Covid-19 e que todas as ações realizadas estão amparadas pelo Plano de Vacinação do município.

 

Artigos relacionados

2 pensamentos “Professora denuncia ‘privilégios’ na vacinação contra a Covid-19 em Itamaraju”

  1. Parabéns professora por ter a coragem e audácia de denunciar essa gestão que é uma vergonha de todos os Itamarajuebses.
    É um crime contra a política pública voltada para o combate a Covid 19.
    Mas também esperar o que de uma gestão 100% Bolsonaristas?..
    Fizeram as mais sórdidas campanha eleitoral contra o atual governo do estado e Fernando Haddad, agora se aproveitam da eficiente política pública voltada para o combate a Covid 19 pelo o Governador Rui Costa.

  2. Parabéns professora por ter a coragem e audácia de denunciar essa gestão que é uma vergonha de todos os Itamarajuenses.
    É um crime contra a política pública voltada para o combate a Covid 19.
    Mas também esperar o que de uma gestão 100% Bolsonaristas?..
    Fizeram as mais sórdidas campanha eleitoral contra o atual governo do estado e Fernando Haddad, agora se aproveitam da eficiente política pública voltada para o combate a Covid 19 do Governador Rui Costa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios