DestaqueJustiça

Agricultora que teve terreno invadido em Trancoso ganha R$ 6,5 milhões

A agricultora Joaquina Antônia Soares, de 74 anos, que denunciou a ocupação ilegal de um terreno no distrito de Trancoso, área turística da cidade de Porto Seguro, no extremo sul da Bahia, fechou um acordo com a incorporadora Bahia Beach e receberá uma indenização de R$ 6,5 milhões pelo espaço.

A informação foi confirmada nesta quarta-feira 5, pelo advogado da agricultora, Nirvan Dantas. O acordo foi homologado na última sexta-feira 31.

O terreno estava em disputa judicial desde 2010, quando foi ocupado e vendido para a incorporadora, junto com outros lotes. Após adquirir o espaço, a empresa passou a construir um condomínio de luxo, além de vender alguns lotes do empreendimento. O valor inicial da obra é de R$ 130 milhões.

A área total usada pela incorporadora é de 293 hectares, que equivale a mais de 293 campos de futebol. Vinte e oito hectares eram da agricultora.

O terreno fica próximo à Praia de Itapororoca, região frequentada por famosos. Dona Joaquina Antônia Soares contou que a área foi dada a ela pelo sogro, na década de 1980, quando o homem ainda era vivo. A agricultora tem uma carta que comprova a doação.

A família de dona Joaquina morou no local por alguns anos, mas depois se mudou para uma outra região de Trancoso. No entanto, segundo a agricultora, o terreno ainda era cuidado pelo filho dela, até o homem ser impedido de entrar no local após a ocupação, em 2010.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Fechar

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios